segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Mas valerá a pena votar?

Sou do tempo em que as grandes ideologias dos tempos modernos foram passadas à prática e falharam. Ainda assim durante anos culpavam-se os comunistas, de cá e do outro bloco, de todos os males da terra ou do planeta. Quando em 1989 o Muro de Berlim foi derrubado muitos festejaram mas poucos ficaram convencidos da vitória da democracia sobre regimes opressores. Não faltam manobras imperialistas, nem exemplos de que vale tudo. Lá por fora e cá dentro não surpreende a ausência de proposta, nem cabeças perdidas, muito menos episódios de vil intimidação. A luta não é entre vermelhos e os pseudo-defensores da liberdade, sejam eles quem forem. Mantém-se a luta mesquinha entre grupos de interesse, mas agora as antigas famílias não defendem apenas a sua posição e os seus valores, elas próprias viram-se ultrapassadas por falsos burgueses, sem elmo e sem alma, mas rodeados de novos pajens alimentados por promessas e afirmações prometaicas. Entre bandeirinhas, mercados e arruadas agem como se fossem deuses e salvadores dos mais fracos. Falha-lhe a memória, pois da última vez que tudo se encenou apenas alguns se salvaram, foi e assim será.
Uns apresentam medidas com as quais pretendem enterrar todo o orçamento. Não preciso citar exemplos, mas basta pensar em determinadas propostas apresentadas como sendo a solução para determinado problema, sendo que não se dão ao trabalho de avaliar quais são de facto os problemas. Falta sentido estratégico ás candidaturas, falta aliás sentido de estado, basta pensar no quase certo tiro no pé se o TGV avançar por imposição externa ou apenas para se honrar os compromissos nacionais. Não quero com isto tomar partido por ninguém, pois não sou vermelho, nem rosa, nem laranja, nem azul, pior ainda, faço parte de um grupo de portugueses, ao que parece muito grande, desencantado com a política e com os políticos e que aguarda por um milagre para tomar uma decisão à possibilidade de votar num dos candidatos ou, pior ainda, acreditar que ainda vale a pena votar.
Se bem se lembram, se não lembram recordo, sempre defendi que a democracia não se esgota na ida à mesa de voto, esse gesto soa a fazer o jeito a alguém. A democracia é para mim uma prática quotidiana. Votarei em quem representar o que desejo para o país, mas exijo a responsabilização dos eleitos face aos eleitores. Obviamente não se trata de um mecanismo coercivo, refiro-me a uma prática quotidiana de cidadania activa que envolva os cidadãos e seja visto pelas instituições como um instrumento democrático perfeitamente normal e indispensável nos processos de tomada de decisão. Infelizmente não é essa a abertura das instituições, aliás, como sabem, estive recentemente envolvido num exemplo contrário ao ver a nossa autarquia a tomar uma decisão de boicote à nossa intervenção associativa recorrendo a argumentos objectivamente legítimos. Como digo de forma recorrente, ir tomar café no estabelecimento X ou no estabelecimento Y é uma decisão política. Sim, é uma decisão política. Não do foro político-partidário, mas uma decisão política, pois a minha decisão pode contribuir para que determinado número de pessoas passe a frequentar apenas um estabelecimento e assim o outro se veja obrigado a despedir funcionários ou mesmo a fechar portas. E não adianta argumentar que num se fuma e no outro não, ou que tem dado provas da sua qualidade e o outro não. Ir a votos não é muito diferente, pois estamos fartos de ver cartazes, de ver a caravana passar e de tanta concentração de interessados em convencer-nos seja do que for. Mas nós só queremos saber o que pretendem, o que defendem e que argumentos usam. Será pedir muito? Enquanto eleitores apenas pedi-mos honestidade e integridade, de promessas e artes de bem viver estamos fartos.

35 comentários:

Anónimo disse...

ASSINANDO POR BAIXO NA ÍNTEGRA, TUDO O QUE FOI DITO P'LO José, nós só queremos saber o que essas "pessoas-políticas" pretendem, o que sentimentalmente defendem e se os DÚBIOS ARGUMENTOS que usam são os convenientes para a establidade e progresso deste nosso concelho de Nelas.
Tristes episódios, que se presenciam em alguns ambientes, não nos espelham essas necessidades, e o dever desses desempenhos..., mas sim o que nos tem parecido, é a proteção desemfreada dos seus próprios egos,com vista à sua establidade social confortável, com fortes desejos de "arrotes a postas de pescada".Profundos critérios sentimentais de desempenho, e grande amor à camisola, é o que se pretende e também e só o que se necessita.!.!.!(antónio dos 300)

Anónimo disse...

CONTINUAMOS A ASSISTIR, EMBORA NOS ESTEJA A SAIR DO BOLSO MILHÕES DE EUROS, A UMA CAMPANHA VAZIA DE CONTEÚDO, VAZIA PROFUNDAMENTE NOTADA DE SENTIMENTALIDADE SOCIAL, MUITO VAZIA DE NOVAS MENTES E NOVAS CAPACIDADES E O MAIS GRAVE, MUITO FRACA NA ATRACÇÃO DE PESSOAS DE MAIORES CAPACIDADES.
Ao abrigo do que disse, lamentávelmente continuamos a tolerar, titulares de incompetência protegidos com as já muito gastas e até estafadas capas partidárias.Porque continuam a ser tolerados, candidatos a presidentes de junta ou outros que para saciar a sua ganância têm andado há já mandatos de mais saltando de partido para partido, sem mesmo por isso, a sua obra feita, nunca tenha sido ilustre ou até relevante? A real democracia é o aproveitamento de investidas frescas, dos mais variados candidatos, que assumam e que o provem que estâo ao serviço da população 25 horas por dia, porque por zêlo deverão em cada dia levantar-se uma hora mais cedo...Agora os muitos reincidentes candidatos que chegam a titulares de cargos e que ocupam os mandatos, descansando sentados, porque se calhar até dizem, depois de lá estarem, que não são criados do povo, então com estes viciados candidatos, porque caminho vamos para o progresso deste nosso Concelho de Nelas, com as suas nove freguesias???

Alexandre disse...

Se votarmos em que defende ideologias e as cumpre vale. Votamos nos mesmos de sempre porque queremos, nada nos obriga a tal. Só aos poderes instalados lhes interessa este estado de coisas.

O voto útil é uma grande falácia.

Anónimo disse...

Afinal um texto com este kilate fica-se pelos três comentários?
Estou a ficar cada dia mais admirado, porque pensei que este assunto focado e aberto por José,neste tempo,nesta oportunidade, que não é muito mais duradoura, e também pelas boas intenções e abrangências, ficamos perpelexos pela gravidade da não comentabilidade. Será o tal mêdo que muitos dizem, se vive aqui neste concelho?
Portugal por enquanto ainda, além de ser um estado de direito, é um País democrático embora já alertado por alguns ser por vontade de minorias com tendências a partidocrático pois, temos ouvido e até lido que há ou haverá forças em transformar a democracia na também oligarcia...

José disse...

O meu receio é que se posicionem depois das eleições, pois assim agradam a quem liderar no momento...

manuel disse...

Não deveria sr novidade para ninguém esta postura do "quem cala consente" da maioria dos Portugueses. Tanto em Nelas como em Portugal. Somos um Povo sem jeito. Adoramos ir por esses mares e lutar, lutar...por cá, enfiamos a cabeça nos ombros e quem vier por último que feche a porta. Somos preguiçosos a pensar e a esforçarmo-nos por mudar mentalidades. Somos "mandados" por gente fraca a todos os níveis! Como haveremos de evoluir, então?
Haja revolução, sem cravos, por favor...

Manuel Vieira

NAF disse...

Adicionada uma sondagem meramente indicativa do sentido de voto, sendo que vale o que vale.

Falta uma semana de campanha eleitoral, mas penso que poucas pessoas terão duvidas em quem irão votar.

Anónimo disse...

A última palavra do texto do anónimo das 5.07 está errada na sua escrita, e então pela sua importância deve lêr-se oligarquia querendo dizer que, em devido tempo entre os Gregos, era um regime político em que o poder era exercido por uma pequena classe de pessoas que dele usavam no seu interesse próprio exclusivo; tendo ainda outro significado que é o seguinte:preponderância de um pequeno número de pessoas nos negócios públicos...se isto se poderá aplicar a Portugal presente?
As manchetes dos últimos meses o que é que nos têm anunciado?(...)

Anónimo disse...

Olá a todos. Há já algum tempo que procurava um sítio na internet onde se discutissem ideias e se comentassem notícias da minha terra. Embora já não resida no concelho tento estar sempre atenta ao que de bom e de mau se passa por lá. Não quero perder,então, a oportunidade de questionar, se é que me podem esclarecer, porque é que esta autarquia coloca placas em todas as coisas que faz? Pensava eu, que o mérito dessas placas se fazia pelo reconhecimento posterior de outras pessoas, que viessem a considar que determinada pessoa teve valor histórico na terra!Estarei equivocada?! Tantos autarcas já passaram pelos paços do concelho e é a primeira vez que assisto a estas "desesperadas" inaugurações: de rotundas, tijolos, fornos comunitários para confraternização de bêbados,...

Anónimo disse...

Há duas partes distintas no comentário anterior.
A PRIMEIRA e não está equivocadda não senhora, deveria ser assim tal qual V.Exª. diz e até ouviu dizer que deva ser.Isto é uma moda, que se impõe como instituída, e então não há coisa nenhuma que se não tiver a placa a intenção não fica completa. Isto deve-se à fartura de mandantes que têm calcorreado o nosso muito paciente País... Temos então, por esse problema já estar instituídoque ter pacência e aturá-los nos seus caprichos...Quanto à SEGUNDA parte, o seu raciocínio ou conhecimento, que engloba as suas últimas cinco palavras que escreveu, não concordo que tenha utilizado essa quantidade de letras para dái sair uma atuarda. Tenho a certeza que até estou a falar com um sentimento convicto de que assim é.!!!.
Porque recuparar fornos comunitários não é, e nunca poderá ser, para confraternização de bêbados, mas sim para entregar aos vindouros um pouco da muita história, em que as suas origens estavam assentes. Tenho muita pena que grande parte do património histórico por exemplo da minha aldeia já tenha sido desbaratado e desmantelado e até algum existente de elevado valor, muito abandalhado na sua preservação, por mandantes decisoures muito pouco letrados e que embora isso, não tivessem sido alertados à correcção,pelos tais licenciados que na mesma área e num patamar superior desempenhavam funções, felizmente temporárias, se não lá ia todo o resto.Portanto, fornos comunitários, fontanários, pavimentos de ruas com vestígios de primitivos povos, devem ser considerados crimes o seu abandono ou a sua destruição.!.

Anónimo disse...

Foi novamente interrompido por falta de coorum este grande tema lançado pelo José.
Não sei se a leitura é escassa neste blog, o que em certo tempo não me pareceu.
Será a principal causa disso, o fanatismo da militância de cores ? Será porque o nosso lindo concelho de Nelas, com as suas nove freguesias e apesar disso, ser muito pequeno e haja receio de se comentar? Estarão esses comentadores privados de dizer o que lhes vai na alma e então abstêm-se por fidelidade? Vamos todos juntos com o Nelas virtualmente para a frente, porque está um trabalho muito bem estruturado e tem prestado um óptimo serviço, BARATO,a quem o tem solicitado..!!..!! OU NÃO?

José disse...

A média diária de visitantes anda pelos 25, não de clicks mas IP's, o que para um blog local e de um concelho pequeno é razoável. Creio que uns estão na expectativa para depois vestirem a camisola do momento, os outros andam em campanha, daí que somente quando se zangarem é que o blog agita novamente. rss

Anónimo disse...

o antonio dos 300 gosta de impulsionar as boas vontades. Tendo o sentido das boas vontades como alvo, o bem estar das populações neste caso a do Concelho de Nelas, não desisto de criticar, de aplaudir e de incentivar tudo o que siga ou não siga nesse desejo e com esse objectivo.
p'las informações o número de média 25, é bastante bom, sim senhor.Só que existe esse problema da campanha e o querer saber para onde cair...

NAF disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
NAF disse...

[Correcção do ultimo Comentário]

Posso afirmar que a média de 22 de Agosto a 21 de Setembro foi de 32,74 visitas únicas dia.
Como comparação de 22 de Julho a 21 de Agosto a média foi de 31,74. Houve portanto mais uma pessoa por dia a visitar o blog no ultimo mês.

Espero, e penso que posso falar por todos os colaboradores deste blog, que esses valores médios subam para valores bem superiores, e que apareçam mais pessoas interessadas em colaborar connosco.

Abraço.

Daniel Rodrigues disse...

Agradecia que divulgassem:

http://masporque.wordpress.com/2009/09/22/limpar-o-concelho-de-nelas/

Cumprimentos

Anónimo disse...

Mas no concelho discute-se politica em blogs e com muito mais do que 300 visitas diárias. Não é em Nelas, mas em Canas e Santar. Em Canas há mais de 20 blogs e já os há pelo menos à 6 anos.

canasempeso.blogspot.com
canasesenhorins.blogspot.com
e respectivos links inseridos nesses.

Mas até nisto a malta de Nelas é muito "democrática"

Anónimo disse...

Perdoem-me o preciosismo mas aqui não votamos em nenhum dos srs. candidatos apresentados. Votamos nos partidos em que fazem parte ou nos cabeças de lista pelo distrito. É que há diferenças e não somos nós que elegemos o primeiro ministro.

NAF disse...

"Mas no concelho discute-se politica em blogs e com muito mais do que 300 visitas diárias. Não é em Nelas, mas em Canas e Santar. Em Canas há mais de 20 blogs e já os há pelo menos à 6 anos.

canasempeso.blogspot.com
canasesenhorins.blogspot.com
e respectivos links inseridos nesses.

Mas até nisto a malta de Nelas é muito "democrática""

E em Nelas continua sem se discutir politica. Todos os que colaboram neste blog nem sequer são de Nelas. Quanto aos imensos anónimos não consigo dizer como é óbvio.

Só era escusado mais uma vez a piadinha divisória. Ainda não entendi qual a ideia dessa abordagem, visto que este blog já se posicionou na esfera bloguista como aparte de quaisquer lobbys políticos e geográficos.

Quantos aos blogs de Santar e Canas, e outros que façam parte das 9 freguesias, concorde-se ou não com o concelho na forma que o conhecemos hoje, só pecam por poucos. Quantos mais melhor, há espaço para todos, o debate e espaço critico nunca é demais.

Venham eles.

Anónimo disse...

Um dos grandes trunfos do Nelas Virtualmente,é o evitar-se discutir política. A política, por ainda não ter sido bem percebida pelo povo eleitor, só tem servido, e de que maneira, aos seus beneficiados executores..., visto que o objectivo destes tem sido a sua confortável establidade, em prejuízo do pouco que têm feito para as classes que não têm tido as devidas oportunidades. Tal qual NAF diz tenho também muita pena que nas nove freguesias do nosso pequeno concelho de Nelas, só tenham como muito activos os blogs atrás anunciados. Esqueceram-se de enumerar também o de Carvalhal Redondo. Há um implantado de boa vontade em Senhorim mas, não sei porquê, encontra-se estacionado há já bastante tempo.
Nas outras freguesias não existe coisa nenhuma ,não sei porquê mas é pena.Solicito a alguèm que me esteja a Lêr, que impulsionem ou ilustrem conhecimento a alguèm dessa terras, para que tenham um meio de ilustrar as suas freguesias perante o mundo, criando muitos benefícios de oportunidade a muita gente que dele se servir, colaborando....

José disse...

Poderia acrescentar o de Santar etc. etc., creio é que a questão não é essa, dessa forma estamos a ser sectaristas, sejam blogs de Canas, Carvalhal Redondo, Nelas, Santar isso pouco importa, o que realmente importa é i)internamente gerar massa crítica e informar os cidadãos, assim como envolver o maior número no que se pode chamar de "causa pública", embora por vezes entendidos como "deita abaixo" ou pior, como personas non gratas; ii)e para o exterior divulgar a região no que tem de melhor (e de pior também).

Anónimo disse...

Interessava muito haver em cada freguesia pessoas que se disponibilizassem a colaborar com este esforços de boa vontade oferecendo também a sua disponibilidadede em noticiar, desejar, implorar e ao mesmo tempo exigir dos líderes da decisão e na sua maneira de vêr coordenada com os demais, uma rua mais cuidada,um histórico monumento não tão desprezado. Aqui há uns tempos o nelas virtualmente e também o jornal Planalto noutra altura, deram uma volta pelo concelho retratando os fontanários,que na sua maioria se mostraram bastante abandonados pelos titulares de decisão. Hoje verificamos que tudo está quase exactamente na mesma, por falta de caprichos de bom desempenho de funções, que estão confiadas através de eleições, parecidas às que virão aí muito brevemente...Quem fala em fontanários fala também em todo o mobiliário ornamental deixado pelos nossos antepassados.Estou-me a lembrar por exemplo de um desleixo que brada aos céus; Aqui há alguns dias a trás passei por Vilar-Seco e parei junto ao coreto. Na minha frente estáva um monumental chafariz, que no seu enfeite cimeiro lhe falta num dos lados uma valiosa peça de granito que artesões da época foram capazes de fazer...Perguntei a alguém residente nas redondezas e disseram que foi há já mais de dez anos que um camião de sebes altas que ao circular nessa evenida partiu o corda que estava amarrada a esse monumento e à casa senhorial da família Melo e Faro.A origem da instalação dessa corda, foram as festas da N.Sª.de Fátima.Os restos da peça destronada, muito tempo estiveram na base desse monumento, abandonadas,sem que a junta de freguesia ou mesmo os elementos responsáveis por essa veneração se tivessem mais interessado por esse relevante estrago. Apuramento de responsabilidades por essa situação, ainda hoje existente passados já mais de dez anos, é por demais necessária, seja quem for e a quem calhar,também me disseram que o povo exige essa reparação. Como este caso, quantos há por este nosso concelho de Nelas?

João disse...

Já que falaram nos outros blogs/websites do concelho, gostaria de lançar 1 repto a todos.

Não sei se até seria um bom tema para criar um novo "post", até porque pode haver Sites/Blogs que algumas pessoas podem ainda não conhecer…, fica à escolha do webmaster.

Qual desses sítios acham na vossa opinião 1 exemplo a seguir? Qual deles o que acham mais completo? …

Refiro-me a todos os que existem no concelho... Nelas, Canas de Senhorim, Carvalhal Redondo, Senhorim, Santar…
Espero que sejam isentos e que não digam que "Y" é melhor, apenas porque é da vossa terra… digam a vossa real opinião.

Cumprimentos,
João

Anónimo disse...

O Blog posicionou-se onde? Para se posicionar não basta ter um determinado nome de blog. Veja-se do que se trata aqui. É dada relevancia ao que se passa nas freguesias? Este blog é da freguesia de Nelas e é o único. Se não se discute politica aqui é porque a politica que aqui se faz é rasteira, protegida por um estado de coisas nada democrático que permite que se faça o que se quer depois de alcançar o poder. Em Nelas dorme-se à sombra da CM e nada é feito de relevante sem o patrocínio desta. Os blogs são apenas mais um exemplo disso. São cidadãos adormecidos que só acordam para ganhar o poder (mas ainda não descobriram este importante meio).

Discute-se mais Nelas, no sentido que devia ter de concelho preocupado com as freguesias, em Santar e Canas, do que aqui, único blog com alguma relevância com o nome da sede do concelho.

O desprezo e a sobranceria balofa da maioria Nelense transmite-se também neste mundo quase virtual. Nada de admirar. Reflexo da política seguida na autarquia e dos orçamentos sucessivos da CM.

José disse...

Caro Anónimo! Creio que confunde o direito a expressar a sua opinião com ofensas aos responsáveis pelo blog. Diga-nos uma coisa, já pensou em ser co-autor? Aguarda-mos o seu contacto e a sua colaboração. Ninguém aqui faz política rasteira como diz, nem creio que ninguém procure poder, falo por mim mas creio estar a falar por todos. É natural que cada um tenha a sua vida fora daqui, isso a cada um diz respeito, não tem é o direito de acusar ninguém seja do que for, até porque se esconde. É verdade que em concreto a vila de Nelas sofre de sonambulismo, todavia lembro-lhe que nenhum de nós reside em Nelas. Poderemos fazer mais e melhor? É verdade, mas para isso contamos consigo e com todos aqueles que queiram fazer algo de positivo. Apareça!

Anónimo disse...

Escrever claro é uma consequência de mente clara.
Mente clara e boas intenções não necessitam de o recurso à má intenção e ao ultrage e não necessitam de barreira por trás das letras e agachado de cócoras escondido no anonimato. Esse esconderijo, aqui neste País que me acolheu, quando se tenciona ofender ou denegrir boas vontades por detrás de barreiras chama-se cobardia.Portanto deve começar a ter vergonha em não estar a cumprir talvez os ensinamentos dos seus educadores, pois tenho quase a certeza que não o teriam guiado para procader como tal.Há muita maneira de sociabilizar a comunicação, a informação e o convívio, mas todas essas maneiras nunca poderâo chegar a um nível tão medíocre como aquele que o anónimo das 9.28 usou. Se não for reincidente pode ser que Deus lhe perdoe...

Anónimo disse...

Venho corrigir a palavra PROCADER, que deverá ler-se PROCEDER, existente na 4ª. linha e na 16ª. palavra

Anónimo disse...

Acerca desse fontanário situado em Vilar Seco, que o anónimo das 7,52 fala, a srª. presidente da Câmara de Nelas,em colaboração com o presidente da junta de Vilar Seco,pelo tempo, já deviam ter mostrado o seu capricho de zêlo, na sua reparação.Na altura não apuraram responsáveis, e então agora, é a eles que lhe cabe essa muito atrasada reparação. A Srª. Presidente da Câmara,já devia ter tido mais atenção por isso, porque foi de iniciativa de seu Pai que esse monumental chafariz foi transferido de um local mais recatado, pedindo ajuda a quem de direito para que fosse colocado nesse local, mais vistoso.As pessoas que têm o dever de prestar serviços atempadamente, quando não o fazem, sujeitam-se a criticas...

Anónimo disse...

A verdade é só uma. Nelas coloniza 8 freguesias. Quem não vê isso ou é por cegueira ou por conveniência. Quanto à educação dispenso os cházinhos, mas obrigado! Este blog é o espelho do que Nelas é, um grupo de adormecidos a mamar na teta da câmara. Aqui não mamam, como é óbvio, mas é, digamos, um espaço manso, que reflecte esse estado de coisas.

NAF disse...

Apetecia-me dizer aqui duas ou três coisas a alguns anonimos que aqui andam. Mas perdoai-lhes que eles não sabem do que falam...

De tudo aquilo que se pode dizer ou fazer, é sempre mais fácil criticar e tratar mal os autores/colaboradores do blog.

Só demonstra do que são feitos.

Eu estou-me a borrifar para as palavrinhas de quinhentos paus, ou para frases feitas tiradas de um livro qualquer. Sou muito claro naquilo que digo, uso linguagem corrente, e se for preciso uso linguagem menos própria porque já mete nojo e porcaria dos ataques a este blog. Não sou pau mandado de ninguém e muito menos estou ao serviço dos poderes de Nelas. Este blog está ao serviço do concelho de Nelas, mas não tem culpa da guerra Nelas-Canas. Dirijam as vossas criticas às pessoas que efectivamente contribuiram para a guerra. Agora encontrarem um saco de pancada num blog é que não.

Quem quer visitar, visita, quem não quiser, escusa de vir para aqui mandar bitaites.

NAF

Anónimo disse...

Ninguém tem dúvidas que este Sr.BLOG foi feito para se colocar ao serviço do Concelho de Nelas, com as suas nove freguesias. É sem dúvida e também porque o foi notado, um grande esforço para essa intenção. É uma iniciativa que rola e muito bem, em espaço público, aberto desde sempre às várias iniciativas complementadas com as várias opiniões,que serão sempre bem vindas, desde que elustrem e atinjam objectivos dessa boa,desejávell e primordial intenção. Nunca foi mais além do muito que temos desfrutado dele, porque a colaboração individual de alguém, implantado em cada uma dessas nove freguesias, foi muito escassa na sua maior parte, e noutras completamente nula. Desde sempre se apelou a uma colaboração que levasse essa intenção em ajudar a resolver problemas.Agora continuamos a têr "ASCO" a pseudo-comentadores que só têm vindo à liça, para porem em prática as suas más intenções, para dentro do seu fala-barato denegrir boas-intenções, para comparar talvez por inferioridade, outros blogs situados muito áquem do nível pedagógico, deste NELAS,CANAS,VILAR-SECO,MOREIRA,SANTAR,CARVALHAL REDONDO,AGUIEIRA,SENHORIM E LAPA DO LOBO (!!!...)Portanto solicitamos a alguém bem-intencionado residente em cada um deste "LUGARES", para que se disponham a colaborar apresentando ideias,soluções, iniciativas, publicitando eventos ou anunciando desejos, tudo por bem e para bem desta tão linda,generosa, e também muito paciente para alguns, e mais desejável na coordalidade para outros tantos, população do CONCELHO DE NELAS.Gente de mal-dizer devem passar a usar, MESMO A PARTIR DE AGORA, a nossa ignorância perante o seu existir, será assim que a sua revolta se acentua e então só têm que desistir da sua fraca actitude moral...

Anónimo disse...

Parabéns a quem faz de Alguna Coisa,Coisa Útil...Peço desculpa por ter que voltar, mas faltou-me assinar a autoria do comentário anterior:
-- (antónio dos 300) --

Anónimo disse...

Acho que este Blog está a começar a tornar-se desinteressante... tudo por culpa de certas pessoas que em vez de ajudar só vêm para aqui criticar, e com comentários "estúpidos".
Antes vinha aqui todos os dias dar uma espreitadela, neste momento venho cá 1 vez por semana, ou menos...

Acho que o responsável por este blog, não merecia isso.
Deixem de criticar, ajudem...

Anónimo disse...

Pela abertura pública, a que este blog ou outros com a mesma intenção estão expostos,nunca se poderá livrar das baixas criticas de todos os deminuídos, tanto a nível psicológico como de acção.
Quem sabe destrinçar as intenções de má prática, nunca pode desistir de frequentar um ÓPTIMO serviço da natureza e intenção de NELAS,VILAR-SECO,CANAS,MOREIRA,SANTAR,CARVALHAL REDONDO,AGUEIRA, SENHORIM E LAPA DO LOBO, mesmo que existam em algumas destas terras esforços equivalentes...Portanto Sr. anónimo do comentário anterior,deve continuar a frequentar, opinando neste Sr. Blog que sempre mereceu a disponibidade dos bem-intencionados deste nosso- Concelho-de-Nelas-com-as-suas-nove-freguesias. Dê conhecimento aos seus amigos desta existência e traga mais um...Não sei se já se apercebeu, o futuro é isto mesmo assim, em prejuizo de jornais e equivalentes...(antonio dos 300)

Anónimo disse...

Eu tambem acho que certos comportamentos exóticos e de aspacto raro, são associados a uma estética do exagero e da extravagância, numa posição afectada e decorativista, decorrente dos "prazeres" imediatos, evidentes, cooperantes e corporais de divertimento, de fantasia e também, pelo mais grave do agradável mal dizer...