sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Passagem pela Expo Saragoça

Embora o assunto em nada, aparentemente, esteja ligado à nossa terra não deixo de partilhar algumas imagens e impressões da minha passagem pela Expo Saragoça. E faço-o, sobretudo, porque o tema desta mostra de países é a água.

Para alguns esta Expo fica aquém das expectativas, não vou discutir essa questão, embora considere que é pobre em animação extra-pavilhões (ou de rua se quiserem), para não dizer que depois das 22:30 fica completamente deserta, apenas se salvam os restaurantes.

As 3 imagens seguintes são do pavilhão característico deste tipo de exposições, o equivalente à Torre Vasco da Gama, aqui designada Torre da Água, cujo efeito cénico é interessante mas não passa disso, na minha opinião trata-se apenas de uma mamarracho sem qualquer interesse ou cujo interesse está no Piso 0, depois subir os mais de 20 pisos serve apenas para ver a multidão a circular, com o efeito que podem ver. Após a longa subida a ideia deve ser consumirem no bar existente no último andar. Se o tema fosse a energia isto estaria tudo trocado.



Dentro ou fora de alguns pavilhões existe muita informação sobre o problema da água no mundo, de cariz mais genérico como a imagem seguinte...

...ou desenvolvendo um conceito que agora está muito na moda, o conceito de "água virtual, isto é, de quanta água preciso, neste caso, para produzir uma fatia de pão? Naturalmente que não se trata da água necessária para amassar o pão mas de toda a água envolvida no cultivo do cereal, na moagem, no transporte da farinha, etc.



De referir que em diversos pavilhões era proibido fotografar, além disso, apesar de visitar dezenas, não os visitei a todos, mesmo assim posso dizer quais são, na minha opinião os que vale realmente a pena visitar, sendo a ordem arbitrária: Alemanha - do qual apresento duas imagens, o Aquarium e o magnífico pavilhão do Japão. Mas no caso se irem ver a Expo o melhor é estarem preparados para passar horas e horas nas filas para visitarem qualquer um destes pavilhões, felizmente não foi o meu caso pois fui integrado num grupo com alguns privilégios no acesso aos pavilhões, de outra forma não iria ficar exposto ao sol tórrido de Saragoça para ver qualquer pavilhão, imagem 3/4 horas com 40 graus...

Não é o caso da imagem seguinte, mas infelizmente muitos países, embora sofrendo muito com o problema da água, talvez para não gastarem recursos no pavilhão respectivo e, até, realizarem algum dinheiro, transformaram os seus pavilhões em autênticos bazares ou painéis publicitários, isto incluindo países ditos desenvolvidos.

Apesar da ideia negativa que possa ter deixado, isto porque não sou um entusiasta fervoroso deste tipo de eventos, digo-vos que vale a pena a visita, até porque se trata de uma localidade de gente muito simpática, além disso vale sempre a pena visitar a Catedral da Senhora del Pilar e passar o Ebro a pé, entre outras coisas.



5 comentários:

Jp disse...

Boas tardes,

Peço desculpa de estar a fazer um comentário não relacionado com o post em questão, mas gostaria de saber com muita necessidade se há algum transporte público que me possa levar da estação de comboios até Seixo da Beira.

Obrigado e peço desculpa pelo incomódo!

José disse...

Sobre a existência de transporte público do Seixo da Beira a Nelas, creio que o melhor é mesmo ir de táxi, não sei se existe, penso que não, mas mesmo que exista deve ser raro passar.

jp disse...

Muito obrigado pela resposta!
Então será talvez o que farei, mas apenas depois de passear para conhecer a terra que me parece até bastante interessante. :)
Visto os comentários estarem "fora de sítio" talvez fosse conveniente serem apagados.

José disse...

Não tem crise, na medida do possível estamos cá para ajudar. Boa estadia por estas bandas.

José disse...

Venho apenas dizer que por vezes algumas imagens não aparecem, pelo menos já me aconteceu, não as retiro pois creio que o problema parece ser do Internet Explorer, com o Firefox não tenho esse problema.